Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Educação

Tudo sobre a educação em Portugal

Tudo sobre a educação em Portugal

Educação

26
Dez11

Nenhum aluno conseguiu saltar do oitavo para o 10º ano

adm
Nenhum dos 149 alunos do 8º ano que se autopropuseram aos exames nacionais “concluiu o ensino básico por esta via”, informou hoje o Ministério da Educação.

Este ano, a título excepcional, os estudantes com 15 anos ou mais que chumbaram de novo no 8.º foram autorizados pelo Ministério a propor-se aos exames de Língua Portuguesa e de Matemática do 9.º, para tentarem concluir o 3.º ciclo e escapar assim ao novo limite da escolaridade obrigatória que já os abrangerá no próximo ano lectivo.

Para poderem concluir o 3º ciclo, e ficarem assim isentos da obrigação da permanecerem na escola até aos 18 anos, estes alunos teriam também que fazer exames de frequência a todas outras nove disciplinas curriculares do 9.º ano. Estas provas são realizadas a nível de escola. Segundo o Ministério da Educação, alguns obtiveram notas positivas nos exames de Língua Portuguesa e Matemática, mas apesar disso nenhum acabou por conseguir concluir o 9.ºano.

Estes alunos fizeram os exames na 2.ª chamada, que no 9.º ano tem um carácter excepcional. Podem também recorrer a esta leva os estudantes que, por razões de saúde, tenham faltado à primeira chamada. O número de provas correspondeu a 0,5 por cento dos quase 90 mil inscritos para os exames nacionais do 9.º ano. 

Da primeira para a segunda chamada a média dos exames desceu de 56 para 46 por cento a Língua Portuguesa e de 50 para 28 por cento a Matemática. 

No ensino secundário realizou-se hoje a prova da segunda fase de Biologia e Geologia, uma das quatro disciplinas mais concorridas. Compareceram no exame 74,2 por cento dos 34210 inscritos. Na primeira fase realizaram a prova 38949 alunos. A média total de exame foi de 9,6. Esta classificação está muito abaixo dos 14 de média com que os alunos internos foram a exame. O Ministério teme explicado estas diferenças com as classificações obtidas na prova pelos alunos que se autopropõem a exames. Estes estudantes já não estão a frequentar as aulas e, em muitos casos, foram chumbados pelos seus professores. Mas no exame de Biologia e geologia a sua média foi de 9,1, enquanto a dos alunos internos foi de 9,6.

Com a excepção de 2008, a média nesta disciplina tem-se mantido abaixo de 10 desde há quatro anos. Uma razão possível para estes maus resultados, segundo João Oliveira, da Associação Portuguesa de Professores de Biologia e Geologia: “Estes exames requerem da parte dos alunos um exercício crítico para o qual não estão treinados". 

Só amanhã que esta associação divulgará o seu parecer sobre a prova da segunda fase. 

fonte_http://www.publico.pt/

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D