Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Educação

Tudo sobre a educação em Portugal

Tudo sobre a educação em Portugal

Educação

05
Ago11

Governo afasta dirigente máximo da entidade que gere o Novas Oportunidades

adm

Luís Capucha, que durante a campanha eleitoral se envolveu numa forte troca de argumentos com Pedro Passos Coelho, não vai continuar à frente da Agência Nacional para a Qualificação.

 

O Governo decidiu que Luís Capucha não vai continuar à frente da Agência Nacional para a Qualificação, confirmou o próprio aoNegócios.

A decisão foi comunicada na segunda-feira, durante uma reunião onde estiveram presentes o secretário de Estado do Emprego, Pedro Martins, e a secretária de Estado do Ensino Básico e secundário, Isabel Leite.

"Não me foi dada nenhuma justificação, mas também não a pedi", afirmou Luís Capucha ao Negócios

Durante a campanha eleitoral, Luís Capucha envolveu-se numa forte troca de argumentos com Pedro Passos Coelho, a propósito do Programa Novas Oportunidades, gerido pela Agência para a Qualificação.

Em Maio, o candidato a primeiro-ministro afirmou que o programa é "uma mega produção que atribui uma credenciação à ignorância".

Luís Capucha, então responsável pela entidade que gere o programa, respondeu que a afirmação de Passos Coelho era "insultuosa". 

A "cara de uma política"

"Durante todo o exercício do meu mandato nunca olhei a cores partidárias. No entanto, sinto que fui a cara de uma política que era uma política bandeira do governo anterior, dei a cara por ela. Não é uma surpresa para mim, mas espero que haja capacidade de discernir entre as prioridades para o País e a escolha de pessoas para conduzir processos", afirmou Luís Capucha.

O dirigente estava abrangido pela norma que prevê que as comissões de serviço de alguns dirigentes superiores cessem automaticamente quando o Executivo muda. 

Nestes casos, o novo Governo pode optar por confirmar a comissão de serviço, mantendo a pessoa no cargo, ou por não a confirmar, afastando-a. A vantagem da norma introduzida em 2005 é que evita que o Estado tenha que pagar indemnizações por decisões políticas.

Luís Capucha explica que a sua comissão de serviço cessava a 31 de Agosto, podendo vir a ser renovada. Com esta decisão, o responsável abandona a Agência para a Qualificação com efeitos a 1 de Agosto.

Governo confirma afastamento

Confrontado com as informações avançadas por Luís Capucha ao Negócios, fonte oficial do Ministério da Economia confirma que "houve uma reunião conjunta em que foi comunicada a decisão de não renovar a comissão de serviço". 

O Governo não justifica a sua decisão. 

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D