Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Educação

Tudo sobre a educação em Portugal

Tudo sobre a educação em Portugal

Educação

06
Dez12

Governo corta 22,5 milhões ao básico e secundário para dar às universidades

adm

O reforço de 42,8 milhões de euros no orçamento das universidades para compensar o aumento dos encargos com a Caixa Geral de Aposentações será feito à custa de um corte de 22,5 milhões no ensino básico e secundário.


A proposta da maioria PSD/CDS-PP aprovada no Orçamento do Estado para repor "cerca de 75%" do financiamento do ensino superior - 42 milhões de euros - foi apresentada a 16 de novembro pela deputada do PSD, Nilza de Sena, e do CDS-PP, Michael Seufert, que já indicavam que a compensação poderia sair tanto do ensino básico e secundário, como da dotação provisional.

Os valores envolvidos nesta compensação não foram no entanto esclarecidos na altura por falta de dados, nem posteriormente, mas num documento produzido pelo Governo a que Agência Lusa teve acesso, é explicado que mais de metade deste valor resulta de um corte no orçamento previsto inicialmente para os Estabelecimentos de Ensino Básico e Secundário.

São exatamente 22.530.885 euros que são retirados às escolas para compensar o agravamento de 15% para 20% para as universidades das contribuições para a Caixa Geral de Aposentações e a reposição do 13º mês.

Segundo o ministro da Educação, Nuno Crato, a redução de verbas neste setor, no âmbito do Orçamento do Estado para 2013, vai ficar "umas décimas" acima dos 3,2% previstos em julho.

Mas como era necessário compensar a restante parte, a maioria entendeu em conjunto com o Governo os restantes 20.269.115 euros sairiam da dotação provisional, que serve para fazer face a despesas extraordinárias não previstas no orçamento que possam ocorrer ao longo do ano.

Na altura o deputado do CDS-PP Michael Seufert explicou que ainda aguardavam "dados finais da direção-geral do Orçamento e da direção-geral do Ensino Superior" para poderem finalizar os valores.

Assim, no final das contas feitas no orçamento, as Instituições do Ensino Superior veem reforçado o seu orçamento em 42,8 milhões de euros tendo em vista compensá-las do acréscimo de encargos que resultam do aumento da contribuição mensal para a CGA.

Esta transferência de verbas resulta de um acordo entre as instituições do ensino superior e o Ministério da Educação.

"Fundamentalmente vai passar por uma reafetação das verbas dentro do Ministério da Educação, nomeadamente dentro do programa 12, que diz respeito ao ensino básico e secundário, e uma parte virá do Ministério das Finanças, que será afetada à direção-geral do Ensino Superior e que depois fará a redistribuição das verbas pelas várias instituições", disse na altura o deputado do CDS-PP Michael Seufert.

 

fonte:http://www.jn.pt/P


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D