Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Educação

Tudo sobre a educação em Portugal

Tudo sobre a educação em Portugal

Educação

22
Jul12

Mestrado garante estágios remunerados

adm

Novo curso de banca e seguros arranca na Católica Porto, no final de Setembro, e inclui estágio em empresas e instituições de peso.

Quem oferece os estágios são empresas e instituições de peso. Banco de Portugal, Instituto de Seguros de Portugal, BPI, Millennium bcp, Banco Popular, BES e CGD Seguros. A turma terá 25 alunos e todos têm estágio remunerado já garantido. A primeira edição do mestrado em banca e seguros da Católica Porto arranca no final de Setembro de 2012 e tem data prevista de conclusão para Julho de 2014. Durante o curso serão dois os períodos de estágio obrigatório, com a duração total de dez meses.

O responsável do mestrado explica porque é que a Faculdade de Economia e Gestão da Católica Porto decidiu lançar este curso nesta altura: "As novas tendências regulatórias que estão em curso na banca e nos seguros exigem a formação de uma nova geração de profissionais nestes dois sectores", explica o director, Paulo Alves.

As possibilidades de os estagiários integrarem os quadros das instituições que os vão receber depende "do desempenho dos alunos e das necessidades dos parceiros", adianta Paulo Alves.

O elenco de instituições ainda não está "totalmente fechado", diz ainda o mesmo responsável, "embora a universidade já tenha garantidas todas as vagas de estágio necessárias à primeira edição do mestrado". Aliás, a faculdade considera relevante ter mais ofertas de estágio do que estagiários. "Isso garante-nos maior flexibilidade na gestão dos estágios".

Nesta fase de candidaturas que já está a decorrer, há uma predominância de licenciados nas áreas de Gestão, Economia, Direito e Matemática Aplicada.

O trabalho de distribuição dos alunos pelas instituições, assim como compatibilização de objectivos entre formação teórica e estágios, é feito em articulação com a faculdade, e cada estagiário terá um programa de estágio, individualmente definido e sujeito a relatórios periódicos.

Quanto à remuneração dos estágios é suportada pela instituição de acolhimento e vai enquadrar-se na política que cada instituição mantém em matéria de recrutamento de quadros, não havendo qualquer interferência da universidade nesta questão, esclarece o director do mestrado.

O mestrado em banca e seguros vai atribuir uma formação por patamares e ajustada às necessidades das instituições financeiras. O primeiro semestre é centrado no desenvolvimento de competências fundamentais aos negócios da banca e seguros, designadamente no que respeita às bases regulatórias destas actividades e a conceitos avançados de finanças e mercados financeiros. O segundo semestre desenvolve competências transversais para atribuir aos alunos capacidades de liderança, incluindo um primeiro período de estágio na instituição de acolhimento. O terceiro semestre tem a ver já com o conhecimento intenso da actividade e privilegia o aprofundamento de competências específicas de cada um dos sectores. E, finalmente, no quarto e último semestre lectivo, já em 2014, o aluno regressa à instituição de acolhimento para completar o novo estágio e concluirá o mestrado com a apresentação de um trabalho final.

Ao desenhar este curso, a Católica Porto diz ter tido a preocupação de o ajustar "às necessidades reais do mercado de trabalho", sublinha Paulo Alves. No entanto, fez questão de acrescentar que isso não significa que cada estudante, que realize um estágio, fique "arrumado" na instituição de acolhimento. "Para nós, é crucial que os nossos estudantes saibam lidar com dinâmicas de mobilidade no mercado de trabalho". Até porque, no sector financeiro, "cada vez menos existirá emprego para toda a vida".

O curso

- Banco de Portugal, Instituto de Seguros de Portugal, BPI, Millennium bcp, Banco Popular, BES e CGD Seguros vão receber os estagiários deste mestrado;

- A turma terá 25 alunos, as aulas começarão no final de Setembro e deverão terminar em Julho de 2014;

- Os estágios são obrigatórios, remunerados, e terão a duração total de dez meses, em dois períodos;

- O curso terá uma parte de competências transversais.

Trabalho publicado na edição de 16 de Junho de 2012 do Diário Económico

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D