Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Educação

Tudo sobre a educação em Portugal

Tudo sobre a educação em Portugal

Educação

22
Mar12

Maior parte das escolas obteve classificação de “Bom” na avaliação externa

adm
Mais de metade das 1107 escolas públicas sujeitas a avaliação externa entre 2007 e 2011 obtiveram a classificação de “Bom” em quatro dos cinco domínios em análise.

Genericamente, o parâmetro da “Liderança” foi o que congregou a melhor avaliação, com 53,6% das escolas a merecerem a classificação de “Bom” e 33,8% , “Muito bom”. 

O domínio com pior avaliação média - mais de metade dos estabelecimentos foram classificados com “Suficiente” (48,8%) ou “Insuficiente” (4,5%) - foi o da “Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola”.

Estes são alguns dos dados que constam do relatório sobre a “Avaliação Externa das Escolas 2006-2011” nesta quinta-feira divulgado pela Inspecção-Geral da Educação (IGE). 

Também os “pontos fortes” suplantaram sempre os “pontos fracos (6511 contra 5347), apesar de serem em maior número os “constrangimentos” do que as “oportunidades” (1699 contra 1352), revela o documento.

Entre os pontos avaliados figuram, por exemplo, o sucesso académico (824 pontos fracos e 748 pontos fortes), o comportamento e disciplina (509 pontos fortes e 130 fracos) e a participação dos pais e outros elementos da comunidade educativa (346 pontos fortes e 267 fracos).

Nas oportunidades destacam-se os projectos, programas e parcerias, enquanto os constrangimentos mais frequentes têm a ver com a rede escolar e acessibilidade e os recursos físicos.

A IGE levou a cabo este programa de avaliação das escolas públicas entre Fevereiro de 2007 e Maio de 2011, abrangendo 1107 escolas e agrupamentos, depois de em 2006 o Ministério da Educação ter avançado com um modelo experimental em 24 estabelecimentos de ensino.

O documento agora divulgado sintetiza a informação dispersa nos cinco relatórios anuais já apresentados, dando conta dos resultados dos cinco domínios avaliados: além da” liderança” e da “capacidade de auto-regulação e melhoria”, foram classificados os “resultados”, a “prestação do serviço educativo” e a “organização e gestão escolar” . 

Analisando a evolução da avaliação ao longo deste quinquénio, percebe-se que no domínio “Resultados” o número de escolas que obtiveram a classificação de “Bom” aumentou de 2006-2007 para 2010-2011, à semelhança do que aconteceu com o parâmetro “Prestação do serviço educativo” (70% das escolas com “Bom).

Uma tendência inversa verificou-se no domínio da “Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola”, em que os melhores resultados foram alcançados no primeiro ano de avaliação. 

fonte:http://www.publico.pt/E

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D