Preços dos livros escolares sobe 2,7 por cento

Reagindo a este aumento, o presidente da CONFAP exigiu que o Governo suba o valores da Ação Social Escolar e que as famílias sem subsídios possam deduzir os livros na totalidade.

O preço dos livros escolares vai subir 2,6 por cento, um aumento acima da inflação esperada de 0,7 por cento, indicou o Ministério da Educação à Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP).

Reagindo a este aumento, o presidente da CONFAP exigiu que o Governo suba o valores da Ação Social Escolar e torne os gastos com os manuais escolares dedutíveis na totalidade para as famílias que não têm subsídios.

fonte:http://www.tsf.pt/P

publicado por adm às 23:54 | comentar | favorito