Privados dominam disciplinas que dão acesso a medicina

Os oito rankings referentes aos exames do Secundário com mais alunos inscritos são liderados por colégios. Mas, olhando-se para os 50 melhores resultados em cada uma dessas disciplinas verifica-se que os privados dominam nos três exames que dão acesso a Medicina: Biologia, Física e Química e Matemática A - e no Português. As escolas públicas revelam melhor desempenho na área das Humanidades, como Filosofia, Geografia ou História.

Os piores resultados do ensino público são a Biologia e Física e Química - os únicos exames em que não aparece nenhuma Secundária nos primeiros dez lugares. João Oliveira, dirigente da Associação de Professores de Biologia e Geologia, desvaloriza o domínio dos privados nos exames que dão acesso a Medicina, por considerar que não há escolas melhores mas "com projetos educativos diferentes".

Já a presidente da Associação de Professores de Matemática admite que os privados podem dar prioridade aos cursos com médias mais altas de acesso ao Superior, como Medicina. "É uma formação dirigida para o sucesso, enquanto o ensino público dá uma formação global, mais equilibrada", resume Lurdes Figueiral.

O Colégio Nossa Senhora do Rosário lidera a lista de Matemática A, com 16,2 valores de média. A primeira escola pública ficou em 9.º lugar - é a Secundária Engenheiro Dionísio Auguso Cunha (Viseu), com média de 14,1. A média do exame voltou a descer. A classificação dos alunos internos foi de 9,73 valores. Há 20 públicas no "top 50".

Português é liderado pela Academia de Música de Santa Cecília (Lisboa), com 15,6 valores. A melhor pública é a Secundária Monte da Ola (Viana do Castelo) que teve a sexta melhor média (13,2). Há mais 13 públicas no "top 50", menos três do que em 2012. A disciplina é a terceira em que o ensino público tem pior desempenho.

As escolas públicas ocupam mais de metade dos 50 melhores resultados em seis das dez listagens (Filosofia, Matemática Aplicada às Ciências Sociais, Economia, História, Geografia e Geometria). E, a Matemática A (12.º ano), há 20 secundárias entre as 50 com melhores médias. É em Filosofia que as públicas têm melhor desempenho. Apesar do ranking ser liderado pelo Colégio Nossa Senhora do Rosário (Porto), com uma média de 15,6 valores, o "pódio" é partilhado com as secundárias Arco-Irís (Loures) e Tomaz Pelayo (Santo Tirso). Há 40 públicas no "top 50".

Alexandre Sá , presidente da Associação de Professores de Filosofia, recebeu com "naturalidade" estes resultados, devido à "larga tradição no currículo", desempenhada pela disciplina. Depois, sublinhou ao JN, "desde que o exame foi reposto, as provas foram equilibradas e sem dogmatismos estranhos ao programa".

fonte:http://www.jn.pt/D

publicado por adm às 18:37 | comentar | favorito
tags: