Novas Oportunidades com outro nome e versão também para jovens

 

Termina esta sexta-feira o prazo para a apresentação de candidaturas para os novos centros de qualificação e ensino profissional que vão substituir os centros Novas Oportunidades. Além da formação de adultos, vão também tratar da formação dos jovens. 

Os mais novos vão ter cursos “que lhe dêem uma certificação escolar, mas também uma qualificação profissional, de modo a que, no final do secundário, aos 18 anos, tenham a possibilidade de ingressar na vida activa profissional, se for esse o seu desejo”, explica àRenascença o presidente da Agência Nacional para a Qualificação, Gonçalo Xufre. 

“Nesse sentido, queremos desenhar as ofertas, de modo a que haja uma correspondência com os objectivos das empresas”, acrescenta. 

Depois do 9º ano, ou no final do secundário, os jovens podem ser encaminhados para os centros. Uns vão ser dedicados aos estudantes, outros vão continuar a fazer o reconhecimento e validação de competências de adultos, na parte escolar ou profissional. 

A rede de centros vai ser criada pela Agência Nacional para a Qualificação e contar com cerca de 100 unidades, pertencentes ao Instituto de Emprego e Formação Profissional e a escolas do Ministério da Educação. 

“Estimamos que vamos ter mais”, revela Gonçalo Xufre. 

Os centros Novas Oportunidades eram cerca de 400 e muitos podem abrir de novo as portas. Fechado o prazo de candidaturas, a agência vai fazer a selecção de acordo com a oferta e cobertura da rede geográfica.

fonte:http://rr.sapo.pt/i

publicado por adm às 23:34 | comentar | favorito