Ministério vai decretar serviços mínimos para os exames nacionais

O Ministério da Educação iniciou as diligências necessárias para estabelecer serviços mínimos no dia 17 de junho, dia dos exames nacionais do Ensino Secundário, para o qual a Fenprof anunciou um dia de greve geral.


Em causa está a greve geral convocada pela Fenprof para 17 de junho, primeiro dia dos exames nacionais do Ensino Secundário, para contestar a aplicação da mobilidade especial aos professores.

O pré-aviso de greve da Fenprof abrange ainda cinco dias de paralisação às avaliações - 7, 11, 12, 13 e 14 de junho.

"Na sequência do pré-aviso de greve entregue hoje, o Ministério da Educação e Ciência iniciou as diligências necessárias para estabelecer serviços mínimos no dia 17 de junho. De acordo com a legislação, iniciou os contactos necessários com os sindicatos, solicitando a indicação dos serviços mínimos a serem garantidos", informou a tutela em comunicado, esta sexta-feira à noite.

O Ministério liderado por Nuno Crato "assegura que existem todos os instrumentos para que a realização dos exames nacionais decorra com normalidade".

fonte:http://www.jn.pt/P


publicado por adm às 19:37 | favorito