Alunos do 4º ano vão assinar "compromisso de honra" que proíbe uso de telemóveis

Encarregados de Educação falam em "insanidade completa". "Estamos a falar de crianças de tenra idade. Eles nem sequer sabem o que vão assinar."


As escolas estão a receber orientações para obrigar os alunos do 4º ano a assinarem um "termo de responsabilidade" onde se comprometem a não utilizar telemóveis nos exames, revela a Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE).
  
"A CNIPE acaba de saber que há orientações que estão a chegar às escolas no sentido de obrigarem os alunos do 4º ano a assinarem um termo de responsabilidade, um compromisso de honra, em como não vão utilizar telemóveis ou equipamentos multimédia" durante os exames, afirma o dirigente da confederação, Rui Martins.   
  
Para Rui Martins, "é uma insanidade completa" o Ministério da Educação e Ciência (MEC) estar a pedir às crianças que assinem um "compromisso de honra".  "Estamos a falar de crianças de tenra idade e isto é uma insanidade o que estão a pedir aos nossos filhos. Eles nem sequer sabem o que vão assinar", diz.  
  
"Os nossos filhos não podem assinar documento nenhum na terça e na sexta-feira [dias da próxima semana em que se realizam os exames] em como não podem utilizar equipamentos desses", sustenta Rui Martins.  
  
Contactado pela agência Lusa, o Ministério da Educação e Ciência explicou que a declaração está prevista nas normas de realização dos exames do ensino básico e secundário. Segundo as normas do júri nacional de exames, os alunos têm de assinar à entrada para o exame uma declaração na qual se comprometem a "não ter na sua posse telemóvel ou outro material não autorizado" durante a realização da prova.  
  
Para o dirigente da CNIPE, o Ministério da Educação e Ciência "tem de voltar atrás com esta orientação". "Quando se fala em rigor, o Ministério devia ser o primeiro a ser rigoroso e não é."  
  
Rui Martins considera que as crianças estão a passar "um período muito instável" devido à realização do exame e ao facto de terem de se deslocar a outra escola para fazer a prova. "Para agravar mais tudo isto, as crianças vão ser confrontadas com a assinatura de uma declaração, sob compromisso de honra, no dia do exame", lamenta.  
  
Os alunos do 4º ano realizam o exame de Português a 7 de Maio e o exame de Matemática a 10 de Maio.

fonte:http://rr.sapo.pt/i

publicado por adm às 22:05 | comentar | favorito